QUINTA DO CONDE»» Trabalho começa no dia 15 de Agosto

Sob o comando de Ricardo André…

“TIVEMOS DE RECONSTRUIR TODO O PLANTEL, DESDE A BALIZA ATÉ À FRENTE DE ATAQUE”

Depois de uma época nos juniores do Desportivo Portugal, Ricardo André está volta ao escalão de seniores para treinar a Associação para o Desenvolvimento da Quinta do Conde na 2.ª Divisão da Associação de Futebol de Setúbal.

O treinador de 35 anos, que também já passou pelo Azul e Ouro, U. Banheirense e Sesimbra, tem vindo a preparar atempadamente a nova época desportiva, juntamente com Valter Gomes que vai ser seu adjunto, mas nem tudo tem sido um mar de rosas sobretudo no que respeita à construção do plantel, conforme referiu na conversa que manteve connosco.

“Estou num clube estruturado, com infra-estruturas sólidas”

Depois de uma passagem pelo futebol mais jovem está de regresso ao futebol sénior. É aqui que sente bem?
Sem dúvida, é o regresso a um escalão onde me sinto "como peixe na água" porque sempre treinei equipas seniores. A passagem, a época passada, por uma equipa júnior foi um "desvio" que tinha de ser feito, por vários factores. Por estar a terminar o Nível II (entretanto já concluído) em Santarém, e também por uma experiência que me fez crescer muito, enquanto treinador e como homem. Como é do conhecimento público a minha passagem por Sesimbra não foi nada fácil. Consegui reerguer-me mas com muito sacrifício, trabalho, humildade e rodeado de gente boa. Sabia que a minha oportunidade iria chegar. Já poderia ter voltado mais cedo, mas achei que as condições não eram as que precisava e não poderia errar novamente na escolha de um novo projecto como fiz num passado recente. Esperei e agora sim estou num clube estruturado, com infra-estruturas sólidas, condições de trabalho, gerido por um presidente e por um elenco directivo que me merece toda a confiança e credibilidade. Tenho a certeza que tomei a decisão correta ao aceitar este convite por parte do presidente Joaquim Tavares.


“Construímos um plantel com qualidade e muita gente nova com uma ambição”

Como tem vindo a decorrer a fase preparatória da nova época desportiva?
A preparação da próxima época tem decorrido dentro do normal. Sabemos as dificuldades de cativar e recrutar jogadores para a 2.ª Distrital, sem pagar subsídios, mas não baixámos os braços e, temos a certeza que construímos um plantel com muita qualidade, com muita gente nova e com uma ambição desmedida. Tivemos duas situações de dois atletas que acabaram por sair do plantel apesar de terem tudo acertado connosco mas foram casos distintos. Um por ter abraçado um novo projecto desportivo e, o outro, por um acidente que acabou por privá-lo de jogar futebol nos próximos tempos.

“Mais de metade do plantel da época passada saiu”

Em relação à época passada são muitas as alterações?
Tivemos de reconstruir todo o plantel, desde a baliza até à frente de ataque. Saiu mais de metade do plantel, alguns dos jogadores mais influentes e experientes que compunham a espinha dorsal da equipa. E, já agora aproveito para lhes desejar toda a sorte do mundo no novo projecto. Sabemos que não é fácil substituir a qualidade que existia o ano passado mas os jogadores que ficaram da época anterior também têm muita qualidade e vão mostrar isso mesmo esta época, juntamente com os novos reforços que também acreditamos corresponder aos nossos padrões, seja como atletas seja como homens.


Jogos de preparação agendados

Está tudo preparado para o arranque?
Sim, estamos preparados. No dia 15 arrancamos com os trabalhos de pré-época e contamos para já com 23 atletas, mas provavelmente chegarão mais 2 ou 3 jogadores que já estão referenciados e contactados. Esperamos que possam iniciar também os trabalhos com o restante grupo. Nesta altura, temos também já agendado todos os jogos de preparação com FC Setúbal, Fabril, Alfarim e Grandolense.

A ADQC participa na Taça AF Setúbal?
Sim. Encaramos esses jogos de forma competitiva, como não pode deixar de ser, mas acima de tudo para dar minutos e entrosamento a todos, de modo a crescermos e conhecermo-nos enquanto equipa e grupo, assimilando as novas ideias e modelo de jogo para que iniciemos o campeonato de uma forma positiva.

“Queremos intrometermo-nos na luta pela subida de divisão”

E em relação a objectivos no Campeonato Distrital da 2.ª Divisão?
Temos por objectivo, lutar todos os jogos pelos três pontos. Ambicionamos intrometermo-nos na luta pela subida de divisão, apesar de não ter sido um objectivo "imposto" pela direcção. Não faz sentido para nós, equipa técnica, não ambicionarmos a subida e o mesmo se pode dizer de todo o grupo desde os atletas, passando por todo o staff directivo e todas as pessoas que trabalham ao nosso redor para que tenhamos as melhores condições possíveis.



Plantel ainda incompleto tem 23 jogadores

O plantel, que ainda está incompleto, integra para já 23 jogadores, sendo oito reforços, dois juniores promovidos e 13 jogadores que transitam da época passada.  

GUARDA-REDES: Flávio Gomes (ex-Azul e Ouro), Bernardo Costa,  

DEFESAS: Benny (ex-Luso), Yanckaz Teixeira (ex-Azul e Ouro), Francisco Azul (ex-Desp. Portugal), David Paulino, Rodri, Hernâni,

MÉDIOS: Cordeiro (ex-Azul e Ouro), Nuno Antunes (ex-FCJ Blackbird - Finlândia), Diogo Bernardo, Diogo Lopes, Bruno Mendes, Pedro Gomes (sem clube), Rúben Moreira (ex-júnior), Cláudio Mestre (ex-júnior)

AVANÇADOS: Zeta Ufala e Nélson Cardoso (ex-Desp.Portugal ) David Penteado, Bruno Fernandes, Rúben Sanches, Ivo Filipe, Luís Rosa,

Share on Google Plus