FUTEBOL FEMININO»» Palmelense está de regresso

Ambas vão competir a nível nacional…

ESTÃO OFICIALIZADAS DUAS EQUIPAS, UMA SÉNIOR E OUTRA DE JUNIORES

O futebol feminino está em franca expansão não só a nível nacional mas também a nível regional e o distrito de Setúbal é um dos bons exemplos.

A AF Setúbal que tinha três clubes filiados vai passar para a ter um universo de seis porque para além do Quintajense, Escola de Futebol Feminino de Setúbal e Paio Pires, nesta nova época vão estar também em competição o Barreirense, Palmelense e Amora. 

No que respeita ao Palmelense trata-se de um regresso porque a modalidade já havia sido praticada nas épocas de 2010/11 e 2011/12.

“A decisão de fazer regressar o futebol feminino ao clube remonta há um ano. Além da Direcção entender que a paridade deve ser fundamental, promovendo a igualdade de género, a significativa quantidade de atletas que nos incentivaram a reabrir as portas a esta prática, foi igualmente determinante”, destaca o presidente da do Palmelense Futebol Clube, João Paulo Santos.

“O ano passado não foi possível concretizar, mas desta vez, criadas as condições necessárias, a reentrada do clube no futebol feminino é uma realidade, que reitero, não é uma aposta recente”, vinca o dirigente, que avança no seu terceiro ano à frente dos destinos do emblema.

Em nome do Palmelense estão oficializadas duas equipas para entrar em competição. Uma sénior para disputar o Campeonato de Promoção, e um conjunto júnior.

Os dois plantéis deverão contar com um total de 40 jogadoras filiadas.

Refira-se que envolvência das atletas no futebol palmelense tem vindo a ser uma realidade nas equipas mistas. “Agora, temos a oportunidade de garantir um processo de continuidade no seio do clube”, ressalva, com particular agrado o dirigente.


Novos equipamentos reforçam dinâmica

O Palmelense está a dias de inaugurar um novo relvado sintético, balneários e um posto médico. Reforços de peso para garantir as condições necessárias ao aumento do universo da prática futebolística, que na época que aí vem deverá rondar os 300 atletas.

“São investimentos que fortalecem o Palmelense e que permitem alargar a dinâmica distrital para uma projecção nacional que o clube vai reconquistar, fruto da acção competitiva da variante no feminino”, sublinha João Paulo Santos.



Jogadoras da região, de Lisboa e do Algarve

O Campo Cornélio Palma será o palco dos jogos oficiais e de treinos, mas as atletas das duas formações femininas vão igualmente utilizar o relvado municipal.

Jogadoras que chegam para vestir a camisola palmelense “de vários pontos da região, mas também de Lisboa e do Algarve”, revela o presidente do clube, lembrando que algumas das atletas, são oriundas da prática do futsal.

“As pessoas estão entusiasmadas com esta nova realidade. Pela nossa parte, tudo iremos fazer para garantir a realização de uma boa campanha competitiva, mas sobretudo manter vivo o futebol feminino no clube”, remata, confiante, o presidente da Direcção.

O início dos trabalhos de preparação da nova época está marcado para o dia 21 de Agosto. 

Fonte: AF Setúbal

Share on Google Plus