LUSO FUTEBOL CLUBE»» Futuro do futebol está em causa

Disse o presidente da direcção, que foi reeleito…

CLUBE ESTÁ VIVO E EM CRESCIMEMTO MAS O FUTEBOL CORRE SÉRIOS RISCOS DE ACABAR 

Rui Pereira foi reeleito presidente da direcção do Luso Futebol Clube, assim decidiram por maioria absoluta os associados da colectividade que se reuniram em Assembleia Geral na passada sexta-feira, dia 2 de Junho, no Ginásio Emídio Neves.

Do primeiro ponto da ordem de trabalhos fazia parte a discussão e aprovação do relatório e contas da direcção e parecer do Conselho Fiscal relativo ao ano de 2016.

As contas do clube foram aprovadas por unanimidade e elogiadas pelo Dr. Fernando Nazário Ferreira.


No seu discurso, após a reeleição, Rui Pereira agradeceu a confiança depositada tanto nas contas do clube como na nova eleição “para continuarmos a caminhada e aos poucos o nosso Luso FC ir demonstrando que está vivo em crescimento e atento às necessidades dos sócios e  população”.

O presidente deixou também  uma palavra de agradecimento aos que por motivos profissionais ou familiares tiveram de abandonar cargos directivos, mas não saíram da qualidade de associados. Assim como, um agradecimento especial à sua esposa e ao seu filho que “compreendem as horas de dedicação à causa pública”.


Contas controladas…

“O nosso projecto consiste em voltar a ter um clube com contas controladas, apostar nas modalidades de Pavilhão, como é o caso do Ballet e Danças Contemporâneas com a professora Raquel Dias; o Kickboxing e Muay Thai, com o Mestre Almeida; o Badminton, com o monitor João Latas; o Karaté com o mestre Paulo Quendera; Danças de Capoeira com o Grupo Muzenza; Patinagem Artística com a professora Rute Cardoso; e, agora o regresso da modalidade de Halterofilismo que no passado, para além de vários títulos nacionais, chegou a ter também um atleta Olímpico”, disse.


Futuro do futebol colocado em causa…

“O Futebol sénior regressou ao clube com participação na Taça Associação Futebol Setúbal, Dr. Joaquim Sousa Marques; no Campeonato Distrital da 2.ª Divisão e na Taça Cidade do Barreiro mas o futuro da modalidade [camadas jovens e seniores] está colocado em causa porque o centenário  Campo da Quinta Pequena [que não é do clube] está muito degradado e podermos ter que sair a qualquer momento”, referiu Rui Pereira.

“No verão de 2016 participámos com uma equipa de futebol de Praia no II Torneio de Futebol Praia, Cidade do Barreiro, no Bico do Mexilhoeiro e continuamos a assumir a responsabilidade social perante a população com várias iniciativas locais, nunca esquecendo os que por vezes atravessam fases menos boas”, disse o presidente a concluir. 

Share on Google Plus