FUTEBOL DE PRAIA»» Campeonato Nacional começa este sábado

Ambição é coisa que não falta a todas as equipas…

SETÚBAL É O DISTRITO COM MAIS REPRESENTANTES NA COMPETIÇÃO

A Zona Sul do Campeonato Nacional de Futebol de Praia, que começa este sábado, dia 24 de Junho, é disputada por seis clubes e todos eles filiados na Associação de Futebol de Setúbal que se apresenta como uma das grandes potências da modalidade a nível nacional.

Na primeira fase os jogos são todos disputados na Praia do Ouro, em Sesimbra, e na primeira jornada os jogos são os seguintes:
Zambujalense – Alfarim, Costa de Caparica – Barreiro Stara Zagora e Charneca de Caparica – Sesimbra.

À partida todas as equipas estão empenhadas em fazer o seu melhor e ambição é coisa que não falta, conforme se pode verificar pelas declarações prestadas pelos treinadores ao site da AF Setúbal que aqui reproduzimos:


CHARNECA DE CAPARICA FUTEBOL CLUBE
“Melhorar a classificação conseguida no ano passado, encarando o jogo a jogo com o propósito de sair a vencer, é o nosso principal objectivo para a primeira fase da competição.
No entanto, a nossa ambição não se esgotará se garantirmos o acesso à fase seguinte da prova”
“O Charneca de Caparica Futebol Clube tem vindo a crescer de forma significativa na sua dinâmica e na sua representatividade e a envolvência do clube nas provas oficiais de futebol de praia é um dos elementos que tem contribuído para esta evolução.
A modalidade já tem expressão relevante no nosso seio e isso é reconhecido pelos nossos adeptos e pela nossa terra, que ganha renovada visibilidade sempre que atuamos nos palcos nacionais”
Cláudio Soares, treinador do CCFC


GRUPO DESPORTIVO DE ALFARIM
“Apesar de estarmos confrontados com algumas limitações no plantel, a nossa ambição vai ser a de encarar cada jogo com o objectivo de vencer, com a garantia de que o colectivo tudo fará para dar o melhor em campo. Já estivemos na fase final da prova e vamos alimentar a esperança de repetir essa realidade”
“O facto do Grupo Desportivo de Alfarim estar representado, regularmente, nesta prestigiada competição federativa é mais uma forma de projectar o nome do clube no plano nacional e mostrar que a nossa dinâmica não se resume, entre outras práticas, ao futebol de 11 e de formação.
Temos, igualmente, a responsabilidade de dignificar o nosso concelho”.
Ricardo Dias, treinador do GDA


GRUPO DESPORTIVO DE SESIMBRA
“A participação competitiva da nossa equipa, recheada de jovens atletas, visa chegar o mais longe possível, sendo que esse caminho será trilhado com o pensamento jogo a jogo. Sabemos das dificuldades que vamos encontrar, mas temos ambição e vamos lutar para passar à fase seguinte”
“A presença do Grupo Desportivo de Sesimbra na competição federativa é muito importante, não só para o clube, mas também para o nosso concelho, porque permite-nos promover o emblema e a nossa terra. Além disso, Sesimbra tem tradição na modalidade e nos últimos anos, através do clube, temos cativado dezenas de jovens para esta prática”.
Durval Pinto, treinador do GDS


GRUPO DESPORTIVO PESCADORES DA COSTA DE CAPARICA
“Vamos entrar na competição com o objectivo de garantir um dos dois primeiros lugares da classificação e com isso assegurar a qualificação para a segunda fase da prova. Temos a ambição de chegar à Divisão Elite”
“A Costa de Caparica tem tradição no futebol de praia, modalidade que tem vindo a conquistar cada vez mais praticantes e adeptos. O GD Pescadores da Costa de Caparica é um embaixador desta prática e conta com o apoio e reconhecimento das entidades locais”
Nuno Moreira, treinador do GDPCC


ASSOCIAÇÃO CULTURAL RECREATIVA UNIÃO TRABALHADORA ZAMBUJALENSE
“Os objectivos da nossa equipa visam, sobretudo, promover a participação dos jogadores, numa prova que reforça a dinamização do futebol de praia, e conseguir o melhor desempenho possível, no plano competitivo"
“O facto de estarmos representados numa prestigiada prova de âmbito nacional é igualmente uma boa oportunidade para a ACRUT Zambujalense projectar-se institucionalmente”
Tiago Zurga, treinador da ACRUT Zambujalense


BARREIRO STARA ZAGORA FUTEBOL CLUBE
“O nosso foco principal, à semelhança da época anterior, é ganhar cada um dos jogos em que vamos participar. Com base nesta ambição, visamos atingir a segunda fase da prova, e não podemos enjeitar a possibilidade de chegar ao patamar competitivo superior”
“O futebol de praia é a modalidade de referência do nosso clube. Nesse sentido, é natural darmos muita importância à envolvência do emblema numa competição federativa de âmbito nacional. Lamento, contudo, observar uma redução de equipas participantes, o que não é positivo.”

Ricardo Cabrita, treinador do BSZFC

Share on Google Plus