ATLETISMO»» Denil Baía alcança mínimos para o europeu

No Campeonato Nacional de Clubes, em Vendas Novas...

ATLETA DA CASA DO POVO DE CORROIOS OBTÉM PASSAPORTE PARA ITÁLIA NO TRIPLO SALTO 

Decorreu no passado fim-de-semana em Vendas Novas, a fase de apuramento (Zona Sul) dos Campeonatos Nacionais de Clubes, onde a Casa do Povo de Corroios, por não ter aspirações colectivas, apostou fortemente, para dar competição qualitativa aos seus melhores atletas.
No rescaldo final, pode-se dizer que quase tudo correu na perfeição, pois os grandes objectivos traçados foram conseguidos quase na totalidade.
No sábado o atleta Herodes Espírito Santo, apostava fortemente na obtenção de mínimos na prova de 100 M, para o Nacional de Juniores e aproveitou da melhor forma a excelente concorrência (só possível neste tipo de competições), beneficiando ainda das excelentes condições climatéricas (vento regulamentar + 1,9 m/s), arrancando no final um excelente 5.º lugar, com record pessoal de 11,10”, que lhe deram não apenas os mínimos para o Nacional de Juniores, como lhe dão também mínimos para os Nacionais de Sub-23.
No domingo foi a vez do promissor Juvenil, Miguel Moreira, que descansou no sábado para apostar tudo no domingo, na prova de 800 M, onde pretendia alcançar a marca de 1’ 59,50” (mínimos para o Nacional de Juniores) e foi aqui  que a falta de sorte não deixou que tudo fosse perfeito, pois o Miguel fez uma prova tacticamente perfeita, como já nos habituou, mas o vento forte contrário na recta da meta, não deixou fazer melhor que uns excelentes 1’ 59,51”, falhando o objectivo por um centésimo de segundo.
Mas a jornada de domingo não acabava aqui e o melhor estava reservado para o fim, a falta de sorte que faltou ao Miguel, acabou por sorrir ao Denil Baía, que para ele é bastante merecida, mas que lhe vinha a fugir.
O Denil entrou no concurso de triplo salto muito determinado e confiante para conseguir o passaporte para Itália (mínimos para o Europeu de Juniores – 14, 90M), apesar do vento estar a soprar favoravelmente acima do regulamentar (2,0 m/s) ele iniciou o concurso logo com uma extraordinária série de saltos acima do seu record pessoal, de 14,71m (v) + 14, 81 e 15, 12m (v), que o colocavam no 2.º lugar, mas os 15, 12m foram com o vento anti-regulamentar e por isso a marca que era mínimos não era homologada.
Mas o Denil não se deixou afectar minimamente e sempre acreditou que era o dia dele, arrancando um 4.º e último salto de 14, 94 m, com o vento regulamentar (+1,4 m/s) que lhe permitiu festejar exuberantemente a conquista dos almejados mínimos.
Participaram ainda pela CPC, nestes campeonatos o atleta juvenil Paulo Aleixo, na prova de 1500M (desistiu) e o veterano Guilherme Jacinto, na prova de 5000 m/Mx (Desclassificado).


RESULTADOS:
100 metros  
Carlos Nascimento 94 Sen SCP 1 0,64
Wilson Pedro 98 Jun CABB 1 0,76
João Barros 93 Sen CBF 1 0,97
André Prazeres 99 Jun JOMA 1 1,04
Herodes Santo 99 Jun CPC 1 1,10
David Ferrero 96 S23 CDUL 1 1,63
800 metros  
Sandy Martins 93 Sen SCP 1 5 3,65
Cristiano Silva 85 Sen CBF 1 5 8,21
Isaias Gomes 94 Sen CPV CFB 1 5 8,55
Miguel Moreira 00 Juv CPC 1 5 9,51
Pedro Varela 96 S23 JOMA 1 5 9,64
Paulino Caroné 96 S23 AAPL 2 0 2,34
Rafael Marçalo 99 Jun CDRR 2 0 5,29
João Tchuda 98 Jun GDPCD 2 0 5,81

Triplo Salto Masc.  
Marcos Caldeira 88 Sen SCP 15,30 + 3,0 v
Denil Baía 98 Jun CPC 15,12 + 2,8 v
Iuri Santos 85 Sen CABB 14,71 + 2,2 v
Mário Pamente 94 Sen JOMA 13,71 + 2,5 v
David Ferreira 89 Sen CFB 13,45 + 3,0 v
Pedro Costa 92 Sen AAPL 13,26 + 2,7 v
Daniel Candé 00 Juv CBF 12,51 + 4,0 v
Tiago Imbunto 01 Juv GDC 12,34 + 3,2 v
Nicolas Silva 97 S23 GDPCD 12,27 + 2,5 v

Miguel Pedro 01 Juv VFC SM

Share on Google Plus