II LIGA»» C. PIEDADE 1 PENAFIEL 1

Durienses foram os primeiros a marcar…

AINDA NÃO FOI DESTA VEZ QUE A EQUIPA PIEDENSE REGRESSOU ÀS VITÓRIAS

Um golo do nigeriano Irobiso, aos 49 minutos, permitiu ao Cova da Piedade empatar com o Penafiel (1-1), em jogo da 26.ª jornada da II Liga de futebol.
O Penafiel foi o primeiro conjunto a marcar, pelo avançado brasileiro Fidélis, ainda na primeira parte, aos 39 minutos, numa altura em que o conjunto da Cova da Piedade detinha a iniciativa ofensiva do jogo.

O Cova da Piedade está há precisamente nove jornadas sem conseguir amealhar os três pontos da vitória, tendo somado neste período três empates e seis derrotas. Desde que entrou em 2017 que o conjunto treinado por Sérgio Boris não consegue um triunfo na competição.

A primeira parte do embate foi bastante enfadonha, com ambas as equipas a praticarem um futebol bastante previsível. Até que, aos 19 minutos, o avançado nigeriano Irobiso surgiu isolado frente a Júlio Coelho, tentou contornar o guarda-redes do Penafiel, mas foi desarmado e a bola saiu pela linha de fundo, na única oportunidade do Cova da Piedade durante os primeiros 45 minutos.

Aos 36 minutos, Fidélis, avançado brasileiro do conjunto duriense, cabeceou com muito perigo às malhas laterais da baliza defendida por Pedro Alves.

Aos 39 minutos, após um remate na esquerda de Gonçalo Abreu, a bola tabelou num defesa piedense e sobrou para Fidélis, que, completamente isolado frente a Pedro Alves, fez anichar a bola no fundo das redes.

No reatamento, o Cova da Piedade igualou por Irobiso. Péssimo alívio do lateral-direito penafidelense Kalindi, a bola sobrevoou a cabeça do central Pedro Ribeiro e sobrou para Irobiso, que, de primeira, e sem deixar o esférico tocar no relvado, empatou a partida.

Pouco antes, o mesmo Irobiso esteve à beira de marcar, quando um mau alívio do guardião Júlio Coelho embateu no corpo do avançado nigeriano e quase entrou na baliza.


O Cova da Piedade continuou a aumentar a pressão em busca da vitória. Aos 79 minutos, o veterano Silas, numa jogada de antologia, tirou dois adversários da frente com uma soberba simulação e rematou para uma extraordinária defesa do guarda-redes Júlio Coelho.

Foi a última chance da equipa anfitriã tentar chegar ao triunfo que lhe foge desde o dia 4 de Dezembro, data em que o Cova da Piedade conseguiu o seu último sucesso, sobre o Gil Vicente.


FICHA DO JOGO
Jogo no Estádio Municipal José Martins Vieira, na Cova da Piedade
ÁRBITRO: Hugo Miguel (Lisboa).



COVA DA PIEDADE: Pedro Alves; Chico Gomes, Danielson, Bruno Bernardo, Carlos Alves; Soares (Siaka Bamba, 85), Luís Silva, Robson (Ballack, 67), Silas; Dieguinho e Irobiso (Rui Varela, 85).
Suplentes não utilizados: Rui Dabó, Yi, Roberto Cunha e Adilson
Treinador: Sérgio Boris.

PENAFIEL: Júlio Coelho; Kalindi, Pedro Ribeiro, Jules Diouf, Daniel Martins (Zidnaba, 73);, André Fontes, Romeu Ribeiro, Hélio Cruz (Fernando Andrade, 87); Wellington (Danilo, 90+3), Gonçalo Abreu e Fidélis.
Suplentes não utilizados: Ivo Gonçalves, Paulo Bessa, César Gomes e Pedro Araújo.
Treinador: Paulo Alves.

Ao intervalo: 0-1.
Marcadores: 0-1,Fidélis (39’); 1-1,Irobiso (49’).
Acção disciplinar: Cartão amarelo para Luís Silva (26’), Romeu Ribeiro (50’), Dieguinho (69’), Hélio Cruz (69’), Soares (84’) e Carlos Alves (90’).



Share on Google Plus