1.ª DIVISÃO AF SETÚBAL»» U. Santiago 3 Banheirense 2

Foram assinalados três no decorrer da primeira parte…

JOGO MARCADO POR ELEVADO NÚMERO DE PENALTIS 

O U. Santiago derrotou o U. Banheirense por 3-2 em jogo referente à 15.ª jornada do Campeonato Distrital da 1.ª Divisão que assinalou o encerramento da primeira volta da competição.

A vitória da equipa de Santiago começou a ser construída logo aos seis minutos de jogo com um golo marcado na cobrança de uma grande penalidade que seria convertida por Amândio Ramião. O Banheirense pocurou responder ao golo sofrido e aos 38 minutos empatou por intermédio Bandeira, também na conversão de um castigo máximo mas cinco minutos depois o árbitro da partida [Henrique Pires] volta a apontar para a marca de 11 metros assinalando assim o terceiro penalti da partida quando estavam decorridos 43 minutos minutos de jogo, só que desta vez Amândio Ramião não conseguiu concretizar por mérito do guarda-redes do U. Banheirense, Vital, que defendeu, atincgindo-se o intervalo com o marcador igualado a uma bola.

Na segunda parte a partida continuou a ser bem disputada com os jogadores a tentarem dar o seu melhor com objectivo de poderem vir a alcançar a vitória, que neste caso caiu para o lado da equipa alentejana que chegou ao 3-1 com golos de Alexandre (75’) e Abdul (80’). Já na parte final do encontro a equipa da Baixa da Banheira ainda conseguiu fazer o 3-2 por Ailton na sequência de uma bola parada, mas o resultado ficou-se por ali.

Com os pontos conquistados a equipa da casa subiu mais uns degraus na tabela classificativa encontrando-se agora em 9º. Lugar com 19 pontos, os mesmos que os Pescadores da Caparica que se encontram na posição anterior.

A União Banheirense que está a passar por uma crise de resultados [com dois empates e três derrotas nos últimos cinco jogos] mantém o sexto lugar da classificação com 21 pontos, menos um ponto que o Grandolense.

Na próxima jornada que assinala o início da segunda volta, a 14 de Fevereiro, o U. Santiago volta a jogar em casa, desta vez com o Charneca de Caparica e a U. Banheirense desloca-se a Cacilhas para defrontar o Beira Mar de Almada. 
    

A OPINIÃO DOS TREINADORES:






RUI FONSECA, treinador da U. Banheirense:

“O momento não é o melhor mas o futuro é risonho”


“Terminámos a primeira volta do campeonato com um misto de sensações, por um lado, sensação negativa pois temos a consciência que este não é o nosso melhor momento, e resulta daí as 3 derrotas consecutivas. Mas também sabemos que num plantel reduzido como o nosso, termos 7 jogadores em falta, é demasiado e obviamente que nos tem sido penalizador. Repare que neste jogo, por motivos profissionais não contámos com o Marinho, Agra, Colaço e Márcio, por doença o Cajó, por lesão o Daniel Lourenço e por cumprir castigo da AFS o Nelson. São muitas baixas para quem tem tão poucas soluções. Mas ainda assim, quem foi a jogo neste domingo, entregou-se á luta e deixou-nos bastante orgulhosos da sua prestação, devemos até salientar que jogámos com um menino ainda júnior (Alex) e que se comportou muito bem. Por isso, temos confiança que domingo após domingo iremos apresentar sempre um 11 que dignifique o emblema que levamos ao peito. Pelo lado positivo, verificamos que terminamos a primeira volta na sexta posição na classificação e isso mostra que a equipa tem feito um excelente campeonato e consequentemente um bom trabalho. O momento não é o melhor, como disse anteriormente, mas o futuro é risonho, pois nesta casa temos uma comunhão muito grande entre os atletas os dirigentes e o staff técnico, todos, acreditamos uns nos outros e isso é mais de meio caminho andado para o sucesso".


Share on Google Plus