1.ª DIVISÃO AF SETÚBAL»» Amora 7 Monte Cap. 1

Ao intervalo a vantagem era apenas de 1-0…

AMORA COM SEGUNDA PARTE DE GRANDE NÍVEL ESMAGA MONTE DE CAPARICA

O Amora obteve o resultado mais dilatado da 15.ª jornada do Campeonato Distrital da 1.ª Divisão ao golear o Monte de Caparica por 7-1 no Estádio da Medideira num jogo em que foi claramente superior, sobretudo na segunda parte, período em que marcou seis golos.

O Monte de Caparica na primeira parte ainda deu alguma réplica fruto do empenho dos seus jogadores que iam resistindo de forma bastante positiva ao grande volume ofensivo do Amora que tomou conta do jogo logo desde o início.

O ritmo do jogo era pautado pelos pupilos de David Martins que atacavam muito mas não criavam grande perigo para a baliza do adversário que, curiosamente, criou a primeira grande oportunidade do encontro por Bruninho que não aproveitou na cara do guarda-redes, Madureira. Estavam decorridos 20 minutos de jogo…

O Amora, refeito do susto, foi de novo para a frente e Ricardo Santos depois de algumas tentativas falhadas conseguiu abrir o activo na sequência de uma jogada desenvolvida pela direita que culminou com o remate certeiro do jovem avançado amorense.

Na segunda parte o domínio da equipa da casa foi ainda mais avassalador e os golos foram acontecendo uns atrás dos outros para desespero do Monte de Caparica que se apresentou na Medideira com uma equipa algo limitada por impedimento de alguns dos seus habituais titulares.

O golo marcado por Láudio na sequência de um pontapé de canto cobrado do lado direito do seu ataque, aos 53 minutos, foi o mote para a goleada que acabou por acontecer de forma perfeitamente natural. Quatro minutos depois (57’), Joca num livre lateral aumentou para 3-0, aos 60 minutos França elevou a contagem para 4-0 na conversão de uma grande penalidade e ao 70, Ricardo Santos aproveitando um brinde da defensiva contrária colocou o marcador em 5-0.

Foram na verdade 17 minutos diabólicos feitos pela equipa amorense que estava na verdade completamente inspirada ao contrário de seu adversário que foi caindo em termos anímicos.

Nos últimos vinte minutos ainda aconteceram mais três golos, um para o Monte de Caparica, marcado por Bruninho na sequência de um livre cobrado por Austrelino e os restantes para o Amora, por Bernardo (86’) e Joca (90+2’).

No final fica o registo da boa exibição do Amora, das boas indicações dadas por Ricardo Santos que bisou na partida, a estreia de Flávio Silva (ex- Pescadores da Caparica) e os dois golos também marcados por Joca.

Por parte do Monte de Caparica fica o bom desempenho realizado no decorrer da primeira parte e depois o desnorte completo que motivou esta pesada derrota.

Nota bastante positiva para o árbitro da partida, Paulo Rodrigues que realizou um trabalho calmo, sereno e sem preocupações de maior. Fez uma boa gestão do jogo e não teve necessidade de puxar muitas vezes dos cartões para impor a sua autoridade. Nenhuma das equipas ficou com razões de queixa do seu trabalho e isso é sempre importante.


A OPINIÃO DOS TREINADORES:





Share on Google Plus