domingo, 26 de Outubro de 2014

2.ª DIVISÃO DISTRITAL»» OLÍMPICO MONTIJO 1 MONTE DE CAPARICA 3

Olímpico contesta a expulsão de Paulo Mota

Ruben Braga bisou na vitória do Monte de Caparica

O Olímpico do Montijo, que na jornada inaugural da competição havia sido derrotado em Grândola, voltou a perder, desta vez em sua própria casa no jogo que aí disputou com o Monte de Caparica.

Quem entrou melhor no jogo foi a equipa do Monte de Caparica que ao intervalo já ganhava por 2-0 com golos de Ruben Braga e Wilson marcados aos 32 e 41 minutos, respectivamente. As coisas não estavam fáceis para os montijenses e a situação ainda ficou pior com a expulsão de Paulo Mota, que terá sido mal expulso na opinião da equipa visitada.

Apesar de jogar em inferioridade numérica, o Olímpico deu uma boa resposta na segunda parte ainda conseguiu reduzir para 1-2 num penalti cobrado por Cami (52’) mas depois passado pouco tempo (59’) veio a consentir o terceiro golo [marcado de novo por Ruben Braga] que fechou a contagem.

Ainda antes do final da partida (85’), Bambo, do Monte de Caparica, foi também expulso por acumulação de cartões amarelos. Portanto, ambas as equipas terminaram o jogo reduzidas a 10 unidades.

Na próxima jornada o Olímpico do Montijo desloca-se ao Campo do Pragal para defrontar o Almada e o Monte de Caparica recebe no Campo Rocha Lobo o Palmelense.



A OPINIÃO DOS TREINADORES

RICARDO BALEGAS, treinador do Olímpico do Montijo:

“Apesar do erro do árbitro na expulsão, não fizemos o suficiente para ganhar”

“Na primeira parte entrámos muito mal no jogo. A equipa não correspondeu ao que pedi. Facilitámos e sofremos um golo, depois sofremos o 2-0 mas logo a seguir entrou em acção o árbitro que não mostrou qualquer cartão a um jogador adversários que fez várias simulações para penalti e passou mais de metade da primeira parte a avisar jogadores e depois num curto espaço de tempo expulsa o Paulo Mota. A falta de qualidade que existe actualmente na arbitragem é brutal. Na segunda parte mudámos a estratégia e a equipa melhorou apesar de estarmos a jogar apenas com 10 jogadores. Conseguimos fazer o 2-1 de penalti e a partir daí criámos outras oportunidades mas não conseguimos concretizar porque fomos ineficazes na finalização. A falta de uma unidade foi um dos nossos grandes obstáculos para tentar chegar à vitória. Se de 11 contra 11 já era difícil de 10 contra 11 ainda se tornou pior. O Monte de Caparica não joga grande futebol mas por aquilo que nós não fizemos merecemos a derrota. Apesar do erro do árbitro na expulsão, não fizemos o suficiente para ganhar”.



JOSÉ MEIRELES, treinador do Monte de Caparica:

“A nossa vitória não sofre contestação porque estivemos quase sempre por cima no jogo”

“O objectivo principal passava pela conquista dos três pontos e porque os conseguimos a equipa está de parabéns. A nossa vitória não sofre qualquer tipo contestação porque fomos mais equipa e estivemos quase sempre por cima no jogo. Se tivéssemos sabido aproveitar todas as situações que criámos o resultado podia ter sido mais desequilibrado, mas reconheço que se assim fosse acabava por ser injusto para o adversário que se bateu bem mesmo reduzidos a 10 durante toda a segunda parte, período em que nos criou algumas dificuldades embora sem ter grandes oportunidades. Este foi também o período em que gostei menos da minha equipa, Ainda não somos consistentes a tempo inteiro, mas estou seguro que vamos melhorar”.


FICHA DO JOGO

Jogo no Campo da Liberdade, no Montijo
ÁRBITRO: Daniel Carvalho (Núcleo do Barreiro)

OLÍMPICO DO MONTIJO: Carlos Miguel; Vasquinho (Henrique, 60’), Bá, Talinhos, Paulinho; Sérgio Balegas, Paulo Mota, Tiago; Cami, Queijinho (Pedro Monteiro, 45’) e Fula (Neto, 45’)
TREINADOR: Ricardo Balegas

MONTE DE CAPARICA: Danielton Cruz; Aguilar (Ricardo, 82’), Pedro Martins, Albasini, Heta; Austrelino Alves, José João, Wilson (Bambo, 45’); Fábio (Miguel, 82’), Ruben Braga e Lino Pereira
TREINADOR: José Meireles

Ao intervalo: 0-2
Marcadores: 0-1, Ruben Braga (32’); 0-2, Wilson (41’); 1-2, Cami (52) gp; 1-3, Ruben Braga (59’)
Disciplina: Paulo Mota e Bambo foram expulsos por acumulação de amarelos aos 43 e 85 minutos, respectivamente.

sábado, 25 de Outubro de 2014

2.ª DIVISÃO DISTRITAL»» PAIO PIRES 2 MOITENSE 2

Moitense esteve por duas vezes em vantagem…

Paio Pires jogou em inferioridade numérica durante quase toda a segunda parte


Paio Pires e Moitense que haviam ganho na primeira jornada não foram além do empate no jogo que disputaram este sábado no Campo Vale d’Abelha, relativo à segunda ronda da competição.

O Moitense esteve por duas vezes em vantagem e jogou quase toda a segunda parte em superioridade numérica, devido à expulsão de Tiago Rosa aos 55 minutos, mas não conseguiu segurar a vantagem permitindo assim a recuperação do Paio Pires fruto da acção e entrega dos seus jogadores que deram tudo o que tinham até ao final.

A primeira equipa a marcar foi o Moitense por intermédio de Tuga por volta dos 10 minutos. O Paio Pires reagiu bem e conseguiu empatar aos 39 minutos, por Nazário, mantendo-se assim o resultado até ao intervalo.

Na segunda parte o Paio Pires fica reduzido dez unidades devido à expulsão de um dos seus jogadores que cometeu falta e na cobrança dessa falta, por Diogo Ribeiro, a equipa da Moita volta a adiantar-se no marcador. Estava tudo a correr de feição à equipa visitante mas a verdade é os jogadores do Paio Pires arregaçaram as mangas e acabaram por ser compensados com o golo da igualdade marcado por Caldeira, também na sequência de uma bola parada.

Na próxima jornada o Paio Pires desloca-se à Costa de Caparica para defrontar os Pescadores e o Moitense recebe no Campo do Juncal o Quinta do Conde.



A OPINIÃO DOS TREINADORES

CARLOS NEVES, treinador do Paio Pires:

“Não ficámos satisfeitos com o empate mas o resultado acaba por aceitar-se”

“O Paio Pires entrou para ganhar mas ficámos em inferioridade numérica bastante cedo. No primeiro remate que faz à baliza o adversário adianta-se no marcador. Nós reagimos bem, criámos várias oportunidades e fomos superiores mas o melhor que conseguimos foi igualar até ao intervalo. Na segunda parte ficámos reduzidos a dez jogadores logo no início, por expulsão do Tiago Rosa, e na cobrança da falta o Moitense coloca-se de novo em vantagem. A nossa tarefa ficou mais complicada mas fruto do trabalho dos jogadores, da sua organização e solidariedade conseguimos chegar ao empate e depois até poderíamos ter ganho o jogo porque tivemos mais uma ou outra oportunidade, embora estivéssemos com menos um jogador em campo. Não ficámos satisfeitos com o empate mas devido às circunstâncias o resultado aceita-se. Acaba por premiar os meus jogadores pelo bom trabalho que desenvolveram”.



NUNO PAULINO, treinador do Moitense:

“Os meus jogadores deslumbraram-se com o golo e com a bola que atiraram à barra”

“Não fiquei satisfeito com o empate porque tivemos por duas vezes o pássaro na mão para ganharmos o jogo. Independentemente de podermos pensar que o Paio Pires é uma equipa com qualidade e de poder ser uma das equipas que vai lutar pela subida de divisão, acho que temos qualidade suficiente para ganhar aqui. Sabíamos dos pontos fortes do adversário e começámos a explorá-los bem inicialmente, entrámos muito fortes e chegámos à vantagem, só que os meus jogadores deslumbraram-se com o golo e com a bola que atiraram à barra. Pensaram que ia ser fácil, facilitaram e por aquilo que fez acho que o Paio Pires justificava o resultado ao intervalo. Na segunda parte voltámos a entrar bem e chegámos à vantagem mas depois não gerimos bem o jogo devido talvez a alguma falta de capacidade para fazer circular a bola para que o adversário que jogava com menos um se cansasse mais. Pecámos sobretudo por falta de cabeça na parte final do jogo. Isto serve de lição para a minha equipa porque não há jogos fáceis e que não há ogos ganhos aos 15 ou 20 minutos”.



FICHA DO JOGO

Jogo no Campo Vale d’Abelha, em Paio Pires
ÁRBITRO: Marcos Duarte (Núcleo do Barreiro)

PAIO PIRES: Damas; Neves, Rafa (Fernando, 15’ e Nivaldo, 80’), Caldeira, Iuri (Tiago Rosa, 45’); Nazário, Filipe Pinto e João Vasco (Paulo Fernandes, 45’); Adilson, Djá e Flávio Costa (Ruben Abreu, 75’).
TREINADOR: Carlos Neves

MOITENSE: Pedro Chusso; Sandro Lopes, Gonzaga, Espada, Rebola; Cláudio Silva, Tuga (Lobo, 60’), Diogo Ribeiro; Tarik, Rúben (Ismael, 52’) e Gonçalo (Pedro Nuno, 70’).
TREINADOR: Nuno Paulino

Ao intervalo: 1-1
Marcadores: 0-1, Tuga (10’); 1-1, Nazário (37’); 1-2, Diogo Ribeiro (55’); 2-2, Caldeira (79’).
Disciplina: Tiago Rosa foi expulso aos 55 minutos

JUNIORES»» BENFICA 3 ESTORIL 1

Vantagem sobre o Sporting aumentou para nove pontos

ÁGUIAS VENCEM DE FORMA TRANQUILA


O Benfica, depois de ter empatado na jornada anterior com o Belenenses no Restelo, regressou às vitórias no jogo que disputou no Caixa Futebol Campus com o Estoril e aumentou para nove pontos a sua vantagem em relação ao Sporting, o segundo classificado que nesta jornada perdeu em casa com o Torreense (1-2).

A vitória encarnada foi indiscutível face à superioridade evidenciada ao longo de praticamente toda a partida e às inúmeras oportunidades de golo criadas e não aproveitadas.

O Estoril, que jogou quase sempre com os seus jogadores atrás da linha da bola na tentativa de explorar o contra-ataque, bateu-se bem mas a sua resistência durou apenas 25 minutos, altura em que o montenegrino Oliver Sarkic [num lance algo confuso] abriu o activo. Aos 39’ Diogo Gonçalves, após cruzamento de Yuri Ribeiro, aumentou para 2-0, resultado com que se atingiu o intervalo.

De referir entretanto que o Estoril teve também uma boa oportunidade para marcar aos 15 minutos na primeira vez que se conseguiu aproximar da baliza encarnada, quando Edmilson e depois Santiago [na mesma jogada] já com o guarda-redes batido, não conseguiram acertar no alvo porque em ambas as situações os defesas encarnados estiveram melhor.

Na segunda parte a toada do jogo manteve-se com o Benfica a jogar em ataque continuado e o Estoril a apostar nas transições mas o ritmo de jogo baixou um pouco de intensidade.

Continuaram a ser muitas as oportunidades dos benfiquistas [Hildeberto, Oliver Sarkic e Diogo Gonçalves, aos 49, 53 e 83 minutos, foram protagonistas das mais flagrantes] mas o marcador só voltou a funcionar aos 88’ por intermédio de Aurélio Buta que facturou depois um excelente passe de João Carvalho.

E, já em período de compensação, a equipa estorilista acabou por marcar o tento de honra por António Ribeiro, na sequência de um pontapé de canto cedido pelo guarda-redes do Benfica, André Ferreira, após extraordinária defesa, a remate de Nelson Feijão.



                   FICHA DO JOGO

3 BENFICA       
                  ESTORIL 1 
Campo N.º 1 da Caixa Futebol Campus, no Seixal
Árbitro: Rui Soares (Santarém)
Auxiliares: Filipe Lascas e Pedro Gorjão
EQUIPAS
André Ferreira
Edgar
Hugo Santos
Migdon
Rúben Dias
António Ribeiro
João Lima
Luís Almeida
Yuri Ribeiro
Leonardo Freire
Gilson Costa
Arthur
Diogo Gonçalves
Santiago
(Ricardinho, 45’)
      Gonçalo Rodrigues
Nelson Feijão
Oliver Sarkic
(Filipe Ferreira, 71’)
Zé Lúcio
(Diogo David, 76’)
Kevin Oliveira
(João Carvalho, 63’)
Edmilson
Hildeberto Pereira
(Aurélio Buta, 57’)
João Jesus
(Cláudio, 59’)
TREINADORES
João Tralhão
Pedro Rodrigues
Ao intervalo: 2-0
Marcador: 1-0, Oliver Sarkic (25’); 2-0, Diogo Gonçalves (39’); 3-0, Aurélio Buta (88’); 3-1, António Ribeiro (90+1’)
Disciplina: cartão amarelo a Edmilson (44’); Migdon (52’) e Ricardinho (57’)  









HÓQUEI EM PATINS»» Vamos ajudar Catarina Santos

Para angariação de fundos…

Sesimbra recebe Benfica em jogo solidário

O Grupo Desportivo de Sesimbra vai promover no próximo dia 12 de Novembro {quarta-feira], às 21 horas, um jogo solidário de hóquei em patins com o objectivo de ajudar a pequena Catarina Santos de 12 anos, que neste momento se ficou paraplégica na sequência de um acidente quando se encontrava a praticar ginástica.


Catarina Santos, atleta de trampolins do Clube Recreativo e Desportivo do Brasileiro-Rouxinol (Miratejo), encontra-se a travar uma luta enorme porque a sua recuperação vai ser dura e demorada em termos físicos, psicológicos e monetários. Neste sentido, foi criada uma página no facebook e desenvolvida uma campanha de angariação de fundos que tem merecido a atenção de muitos desportistas, clubes e outras pessoas de norte a sul do país que têm organizado diversas iniciativas que vão desde a organização de almoços, leilões de produtos oferecidos, camisolas autografadas, recolha de tampinhas, etc.


Conhecedor deste caso, o Grupo Desportivo de Sesimbra pensou em realizar um jogo de hóquei em patins tendo convidado o Sport Lisboa e Benfica que se prontificou de imediato a colaborar.


Por este facto deixamos aqui um apelo a quem de alguma forma quiser e puder ajudar a Catarina a sorrir.


NIB 0018 0000 5385 6692 0207 2
IBAN PT50 0018 0000 5385 6692 0207 2
BIC: TOTAPTPL

sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

ARBITRAGEM »» Nomeações para as competições da AF Setúbal

No Campo da Verderena

Pedro Almeida (Almada / Seixal) apita o Barreirense – U. Santiago

O jogo de maior destaque da segunda jornada do Campeonato Distrital da 1.ª Divisão que se disputa no Campo da Verderena, entre o Barreirense e o U. Santiago, duas das equipas consideradas como favoritas à conquista do título, vai ser dirigido por Pedro Almeida, de 22 anos, árbitro da categoria C3a Promoção Nível 3, pertencente ao Núcleo de Almada / Seixal), assim determinou o Conselho de Arbitragem da Associação de Futebol de Setúbal.

André Pagaime (Pinhal Novo) vai estar no Amora – Charneca de Caparica, jogo que assinala a estreia do Amora na competição, Ricardo Pinto (Barreiro) apita o Alcochetense – Beira Mar de Almada e Daniel Carvalho (Barreiro) dirige no sábado, o Olímpico do Montijo – Monte de Caparica.

Na segunda divisão, no Paio Pires – Moitense [também antecipado para sábado devido ao facto da equipa feminina jogar no domingo para a Taça de Portugal, tal co mo acontece com o Olímpico do Montijo, na primeira divisão] estará Marcos Duarte (Barreiro) e no Vasco da Gama – Costa de Caparica [o jogo mais mediático da jornada] Ricardo Figueiredo (Setúbal).

No Campeonato Distrital de Juniores da 1.ª Divisão o grande destaque vai para Mário Quendera (Pinhal Novo) que dirige o confronto entre os dois primeiros classificados [Desportivo Fabril – Pinhalnovense] que se realiza no Estádio João Pedro, no Lavradio.

Fique agora com a lista completa das nomeações para os jogos da 2.ª jornada dos campeonatos distritais da 1.ª e 2.ª divisão e da 4.ª jornada do campeonato distrital de juniores da 1.ª Divisão.


1.ª DIVISÃO DISTRITAL – 2.ª Jornada

Sábado, às 15 horas:
Olímpico do Montijo – Monte de Caparica (Daniel Carvalho, Núcleo do Barreiro)

Domingo; às 15 horas:
Banheirense – Alfarim (David Salvador, Núcleo do Pinhal Novo)
Amora - Charneca de Caparica (André Pagaime, Núcleo do Pinhal Novo)
Sesimbra – Arrentela (Fábio Varanda, Núcleo do Barreiro)
Palmelense – Grandolense (André Duque, Núcleo de Almada / Seixal)
Barreirense - U. Santiago (Pedro Almeida, Núcleo de Almada / Seixal)
Com. Indústria - Almada (David Demétrio, Núcleo do Barreiro)
Alcochetense - Beira Mar de Almada (Ricardo Pinto, Núcleo do Barreiro)


2.ª DIVISÃO DISTRITAL - 2.ª Jornada

Sábado, às 15 horas:
Paio Pires – Moitense (Marcos Duarte, Núcleo do Barreiro)

Domingo; às 15 horas:
Vasco da Gama - Costa de Caparica (Ricardo Figueiredo, Núcleo de Setúbal)
St.º André – Lagameças (José Palma, Núcleo de Setúbal)
Alcacerense - ADQC (Marco Machado, Núcleo de Santiago do Cacém)


JUNIORES - 1.ª Divisão (4.ª jornada)

Sesimbra - Charneca de Caparica (André Guerreiro, Núcleo do Barreiro)
Alcochetense – Olímpico (Fábio Mirra, Núcleo do Barreiro)
U. Santiago – Pescadores (Acácio Guedes, Núcleo de Setúbal)
Amora - Brejos Azeitão (Ricardo Guerreiro, Núcleo de Almada / Seixal)
Qt.ª Conde - Vasco da Gama (Henrique Pires, Núcleo de Almada / Seixal)
Almada – Arrentela (João Bernardo, Núcleo de Setúbal)
Fabril - Pinhalnovense (Mário Quendera, Núcleo do Pinhal Novo)

quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

FALECEU PAULO MACAU»» Arbitragem setubalense de luto

Estava em Angola para onde havia emigrado em Junho

AFS decretou um minuto de silêncio em memória do ex-árbitro


A AF Setúbal decretou a realização de um minuto de silêncio em todos os jogos agendados para este fim-de-semana.

Paulo Macau, ex-árbitro de futsal de primeira categoria, entre 2002 e 2009, faleceu esta segunda-feira, aos 46 anos, vítima de ataque cardíaco, em Angola, país para onde emigrou em Junho último.

Desde sempre ligado ao Núcleo de Árbitros de Futebol da Cidade de Setúbal, Paulo Macau destacou-se no futsal nacional, mas foi igualmente árbitro de futebol (3.ª categoria nacional) e futebol de praia, nas provas oficiais federativas.

Actualmente assumia funções como Observador de Futsal da Associação de Futebol de Setúbal.

A AF Setúbal decretou, um minuto de silêncio, em memória de Paulo Macau, que será cumprido em todos os jogos a organizar no próximo fim-de-semana.

O corpo de Paulo Macau será trasladado para Portugal, pelo que ainda não é conhecida a data do funeral.

À família enlutada, o JORNAL DE DESPORTO apresenta as mais sentidas condolências.

Fonte: AFS

ATLETISMO»» Corta Mato Curto da Seixalíada

Classificação dos três primeiros por escalão

Participaram cerca de duzentos atletas

Foram cerca de duzentos os atletas que participaram na 7.ª edição do Corta Mato Curto da Seixalíada que se realizou em Pinhal de Frades. 

A prova pontuável para o Troféu de Atletismo do Seixal fazia parte integrante da 31.ª Seixalíada e foi organizada pelo Centro de Solidariedade Social de Pinhal de Frades, em circuito fechado.


Classificação dos três primeiros por escalão:

Cadetes Femininos
1.º lugar, Soraia Tavares (GD Cavadas)
2.º lugar, Joana Branco (CR Penteado)
3.º lugar, Bruna Meirinhos (GD Cavadas)

Cadetes Masculinos
1.º lugar, Ruben Cardoso (Clube Pedro Pessoa)
2.º lugar, José Oliveira (CCR Alto do Moinho)
3.º lugar, João Mendes (GD Cavadas)

Esperanças Femininos
1.º lugar, Ana Machado (CRD Arrudense)
2.º lugar, Ana Monteiro (CRD Arrudense)
3.º lugar, Rafaela Morgado (GD Cavadas)

Esperanças Masculinos
1.º lugar, Rafael Rucha (Maratona Clube Portugal)
2.º lugar, Tiago Poefírio (Clube Pedro Pessoa)
3.º lugar, David Ferreira (Clube Pedro Pessoa)

Principiantes Femininos
1.º lugar, Beatriz Silva (CCR Alto do Moinho)
2.º lugar, Ana Barros (FC Rossão)
3.º lugar, Rita Nunes (GD Cavadas)

Principiantes Masculinos
1.º lugar, Nancanique Salum (GD Cavadas)
2.º lugar, Diogo Canané (CCR Alto do Moinho)
3.º lugar, Pedro Monteiro (CRD Arrudense)

Seniores Femininos
1.º lugar, Mara Martinho (CRD Arrudense)
2.º lugar, Laura Grilo (Clube Pedro Pessoa)
3.º lugar, Celina Rodrigues (CRD Arrudense)

Seniores Masculinos
1.º lugar, Bruno Carvalho (FC Rossão)
2.º lugar, Filipe Fraqueiro (CRD Arrudense)
3.º lugar, Vasco Marta (Casa Povo Corroios)

Veteranos I Femininos
1.º lugar, Anabela Delgado (GD Cavadas)
2.º lugar, Carla Santos (GR Quinta da Lomba )
3.º lugar, Cátia Serôdio (Asas do Milenium)

Veteranos I Masculinos
1.º lugar, David Fernandes (Águias Unidas)
2.º lugar, Alexandre Monteiro (CRD Arrudense)
3.º lugar, João Ribeiro (CCR Alto do Moinho)

Veteranos II Femininos
1.º lugar, Isabel Maldonado (GR Quinta da Lomba)
2.º lugar, Rosa Afonso (CCR Alto do Moinho)
3.º lugar, Paula Santos (GD "O Independente")

Veteranos II Masculinos
1.º lugar, João Montes (Clube Pedro Pessoa)
2.º lugar, João Cardoso (CR Penteado)
3.º lugar, Joaquim Capucho (A Natureza Ensina)

Veteranos III Femininos
1.º lugar, Fernanda Nunes (CRD Arrudense)
2.º lugar, Maria Lurdes Henriques (Asas do Milenium)
3.º lugar, Ângela Castro (GR Quinta da Lomba)

Veteranos III Masculinos
1.º lugar, José Almeida (Centro SS Pinhal de Frades)
2.º lugar, José Martins (Zatopeques Fernão Ferro)
3.º lugar, João Elias (GD"O Independente")

ATLETISMO»» Competição destina-se a atletas de todos os escalões

No próximo domingo, 26 de Outubro

GRANDE PRÉMIO DA CRUZ DE PAU

O Clube Recreativo da Cruz de Pau vai organizar no próximo domingo, dia 26 de Outubro, a partir das 9 horas, a 32.ª edição do Grande Prémio de Atletismo da Cruz de Pau.

A competição, que se insere no programa comemorativo do 60.º aniversário do clube e faz parte integrante do Troféu da Câmara Municipal do Seixal, é aberta a todos os atletas, federadas ou não, de ambos os sexos.

As inscrições, que são gratuitas, devem dar entrada na secretaria do clube, na Rua de Bissau, até às 22 horas do dia 23 de Outubro.

As distâncias a percorrer serão consoante o escalão: benjamins (750 metros); infantis (1000 metros); iniciados (1400 metros); juvenis (4200 metros); juniores, seniores e veteranos (8000 metros).

A partida para a prova dos 8.000 metros será dada na Rua Infante D. Augusto, junto às antigas instalações do CRCP e para as restantes provas em frente à sede actual.

Para a classificação colectiva contará a soma dos dez primeiros atletas de cada escalão, sendo atribuídos dez pontos ao primeiro e um ponto ao décimo. O clube com maior número de pontos vencerá a prova colectivamente. Em caso de empate vencerá a equipa que obtiver mais primeiros lugares.

No final serão premiadas as dez primeiras equipas e os três primeiros atletas de cada escalão.

ATLETISMO»» Núcleo Desportivo Juvenil do Laranjeiro

Na Pista Municipal de Almada, na Sobreda

Torneio da Ética Desportiva vai ser disputado por 15 clubes

O XXIV, em atletismo, que se realiza este sábado, dia 25 de Outubro, a partir das 15 horas, na Pista Municipal de Almada, na Sobreda, vai contar com a participação de 426 atletas em representação dos seguintes clubes: Amigos do Atletismo da Charneca de Caparica, Centro Comunitário de Protecção Social do Laranjeiro, Centro Desportivo Universitário de Lisboa, Clube Praças da Armada, Casa do Povo de Corroios, Clube Pedro Pessoa – Escola de Atletismo, Escola Mestre Domingos Saraiva, Grupo Desportivo “O Independente”, Ingleses Futebol Clube, Monte Kapa - Escola de Desporto, Núcleo Desportivo Juvenil do Laranjeiro, Sport Almada e Figueirinhas, Sport Lisboa e Benfica, Sociedade Recreativa Musical Trafariense e Vitória Futebol Clube.


A iniciativa que se destina a atletas benjamins, infantis, iniciados, juvenis e juniores, está integrada nas comemorações do 36.º aniversário do Núcleo Desportivo Juvenil do Laranjeiro e nos Jogos Desportivos das Freguesias de Laranjeiro e Feijó "Naide Gomes".

BASQUETEBOL»» Com um painel repleto de experiência a diversos níveis

Acção decorre nos dias 1 e 2 de Novembro

3.º Clinic de Treinadores FC Barreirense


Dando continuidade ao que tem vindo a ser feito nos dois últimos anos, o FC Barreirense vai mais uma vez organizar o seu clinic anual - 3.º Clinic de Treinadores FC Barreirense 2014.

Com um painel repleto de experiência a diversos níveis, o Clinic deste ano apresenta um cartaz de treinadores que representam o trabalho efectuado não apenas no distrito de Setúbal, mas também na Liga Portuguesa de Basquetebol e nas Selecções Nacionais jovens.

Trata-se de mais um excelente momento de formação que o FC Barreirense pretende proporcionar a quem se deslocar ao Barreiro nos próximos dias 1 e 2 de Novembro.

O 3.º Clinic de Treinadores é organizado pelo FC Barreirense em parceria com a Associação de Basquetebol de Setúbal e Câmara Municipal do Barreiro. Tem o apoio da ANTB, Escola Nacional de Basquetebol, Federação Portuguesa de Basquetebol, Instituto Português do Desporto e Juventude, Centro de Formação de Professores do Barreiro-Moita e APEF-Foztejo.

O Clinic é dirigido aos treinadores de todos os graus de formação e também aos Professores de Educação Física e Desporto Escolar que pretendam aprofundar os seus conhecimentos na modalidade.

A inscrição tem o valor de 20 euros e os sócios da ANTB com a quota em dia, treinadores estagiários e aqueles que optarem por efectuar a frequência de apenas um dia têm uma redução de 50%. As inscrições devem ser feitas pelo seguinte e-mail: basket@fcbarreirense.pt.

Esta acção está homologada como uma actividade de formação contínua pelo Instituto Português do Desporto e da Juventude, possui a referência n.º 5553048 e contribui com duas unidades de crédito para a revalidação do título profissional de treinadores de desporto.


O programa é o seguinte:

SÁBADO, 1 DE NOVEMBRO

9 horas
Recepção

9.30 /10.45h
Organização colectiva de uma equipa de Sub-14, por José Francisco

11.00 / 12.15h
Exercícios para o treino do lançamento, por José Calabote

14.30 / 15.45h
Trabalhar na iniciação para rapidamente poder competir, por José Sá

16.00 / 17.15h
Transição e pressão ofensiva, por Abílio Lopes

17.30 / 18-45
Transição defensiva, por José Calabote


DOMINGO, 2 DE NOVEMBRO

9.30 / 10.45h
Jogo básico e continuidades em ataque, por Carlos Seixas

11.00 / 12.15
Exercícios para promover a melhoria da técnica e táctica individual defensiva, por André Martins

12.30h
Encerramento